Promover desenvolvimento sustentável e preservar vida é o tema em 2019.

Promover desenvolvimento sustentável e preservar vida é o tema em 2019.

Com o tema “Uma Nova Década de Ações Rumo ao Desenvolvimento Sustentável, a Federação Nacional das Associações de Detran – Fenasdetran – que tem como Presidente Mário Conceição, realizará nos dias 24 e 25 de outubro, mais uma edição do Congresso Brasileiro de Trânsito e Vida. O título do evento já é sugestivo, com isso a ideia é levantar questionamento através de palestras e discussões com especialistas renomados do universo “trânsito e vida” de todo o Brasil e também participantes de fora do País. Nos últimos anos tem surgido diversos eventos pelo mundo alertando sobre o desenvolvimento sustentável, com o objetivo de promover o desenvolvimento, aliado à preservação da qualidade de vida das pessoas, em especial, da geração mais nova, onde a geração futura possa ter um mundo ideal para viver com condições adequadas. A primeira movimentação para discutir o desenvolvimento sustentável aconteceu em Roma, no ano de 1968, quando cientistas se reuniram e fundaram o Clube de Roma onde emitiram uma carta intitulada “Os limites do Crescimento”.

A relação entre o trânsito e meio ambiente vai muito além do que é discutido de forma branda no mundo. Os impactos são perigosos e podem trazer sérios danos à vida em sociedade. Alguns problemas causados por veículos automotores no meio ambiente são: poluição atmosférica, poluição das águas, do ar, do solo, visual e sonoro; superaquecimento do planeta, buraco na camada de ozônio, chuva ácida, inversão térmica, desertificação devido a extração de matéria prima para a fabricação dos veículos, agressões contra o meio ambiente resultante dos acidentes com o transporte de produtos tóxicos poluentes. 

A Comissão Das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável aprovou indicadores para que países em desenvolvimento, como o Brasil, invista no desenvolvimento sustentável revista em 2007. Entre os participantes estão o Arcebispo Dom Murilo Krieger que recebeu o convite do presidente da Fenasdetran, Mário Conceição, para fazer uma missa de abertura do congresso. Dom Murilo Krieger falou sobre a importância da vida no trânsito: “Nós estamos falando de vida e a vida tem que estar em primeiro lugar porque é um dom de Deus que nos cabe respeitar, valorizar e proteger. Sabemos que centenas de pessoas morrem no trânsito. Há uma necessidade de um mutirão de solidariedade, educação e atenção para mostrar ao mundo que não são números irreversíveis...” disse o Arcebispo. 
 

Também estará presente o Senador da República Fabiano Contarato (Rede sustentabilidade) representando o Senado Federal trazendo experiência política com o objetivo de contribuir na melhoria do trânsito do País e garantindo um desenvolvimento sustentável.  “Lamentavelmente o Brasil ostenta uma das primeiras colocações de mortes de acidentes de trânsito, são mais de 50 mil pessoas morrendo todos os anos...” afirma o senador. O Congresso Brasileiro Trânsito e Vida teve sua primeira edição em 2011. O evento, que é realizado bienalmente, terá sua décima primeira edição discutindo como é possível transformar o trânsito um ambiente mais seguro e equitativo.

O objetivo é reunir autoridades, executivos e técnicos para um amplo debate e troca de experiências sobre o trânsito no Brasil e no mundo, buscando soluções para a redução de acidentes, condutores mais qualificados, transportes coletivos eficientes para substituir o transporte individual, fluidez do trânsito nas cidades, vias bem conservadas, veículos seguros, não agressão ao meio ambiente, redução de mortos em acidentes de trânsito, diminuição do índice de ocupação de leitos hospitalares e mortes devido a acidentes de trânsito e principalmente salvar vidas.