Polícia tenta identificar golpistas que se passam por presidente do Detran SP

Polícia tenta identificar golpistas que se passam por presidente do Detran SP

Tentativas de golpe foram registradas em várias regiões do Estado de São Paulo. Morador de Mairinque recebeu mensagem com 'vantagens' oferecidas pelo WhatsApp.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar a identidade de estelionatários que se passam pelo diretor-presidente do Departamento de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) em mensagens pelo WhatsApp. Há registros de tentativas de golpe nas regiões de Campinas (SP), São Carlos (SP) e recentemente em Mairinque, na região de Sorocaba (SP).

Para tentar enganar as vítimas, a quadrilha utiliza mensagens pelo WhatsApp com a foto de Maxwell Borges de Moura Vieira, presidente do Detran SP. Um perfil com o nome do dirigente no Facebook já foi retirado pela Justiça.

Em uma tentativa à qual o G1 teve acesso, a pessoa escreve na mensagem que teria quitado multas da CNH de um motorista, e oferece veículos com baixo custo e a venda de habilitação por R$ 1 mil. No entanto, na sequência, encaminha outro texto dizendo que havia cometido um erro.

Segundo o Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), as denúncias de falsidade ideológica, identidade e estelionato estão sendo apuradas. As equipes fazem diligências para identificar os autores do crime.

Em nota, o Detran informou que todas as denúncias foram encaminhadas à Polícia Civil e alerta que o atendimento é realizado nas unidades do órgão ou por meio do portal oficial, onde constam 36 serviços online.

As denúncias podem ser registradas pelo Disque Denúncia 181. O serviço é da Secretaria de Estado da Segurança Pública e o sigilo é absoluto.

https://g1.globo.com/sp