Vice-governador assume Executivo com "missão" de por um fim à greve no Detran - FENASDETRAN - Federação Nacional das Associações de DETRAN

Vice-governador assume Executivo com "missão" de por um fim à greve no Detran

Vice-governador Carlos Fávaro assume o Executivo a partir de amanhã

O vice-governador Carlos Fávaro (PSD) assume a chefia do Executivo estadual com um verdadeiro "abacaxi" nas mãos. O governador Pedro Taques (PSDB) viaja amanhã (5) à China com os servidores do Detran ainda em greve.

Na última terça

O vice-governador Carlos Fávaro (PSD) assume a chefia do Executivo estadual com um verdadeiro "abacaxi" nas mãos. O governador Pedro Taques (PSDB) viaja amanhã (5) à China com os servidores do Detran ainda em greve.

Na última terça (31), o governo já teve autorização da desembargadora Maria Erotides Kneip, do Tribunal de Justiça, para corta ponto dos grevistas, que estão parados desde 11 de setembro. A categoria reclama da demora da atualização da tabela salarial, mas o governo, no entanto, afirma que o pedido feito pela categoria representaria impacto de R$ 138,1 milhões no orçamento anual.

De acordo com Fávaro, na próxima segunda (6), ele irá tomar todas as atitudes para “viabilizar e finalizar” a greve.

O vice assume o Palácio Paiaguás no domingo (5) e deve ficar no cargo até a noite de 12 de novembro, quando viaja para a Alemanha. O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (PSB), assume a função até a volta de Taques e Fávaro, prevista para o dia 15. Na Alemanha, ambos vão participar da COP23 e assinar um acordo para receber 17 milhões de euros para investir no Estado.

Além de dar continuidade às conversas com a bancada federal quanto a destinação da emenda conjunta de R$ 126 milhões, Fávaro adianta que pretende publicar um decreto que traz mudanças no Imac (Instituto Mato-Grossense da Carne), criado em fevereiro de 2016, e uma das propostas é o lançamento de um selo de qualidade que é exclusivo no país. Fávaro diz que atualmente o instituto é custeado com recursos próprios do governo (Fonte 100), mas que é necessário buscar recursos privados, para dar continuidade a esse trabalho.

“Pretendo na semana que vem editar um decreto garantindo recurso da iniciativa privada para que o Imac tenha segurança financeira para estar estabelecido, mas que não afete os recursos da Fonte 100. A iniciativa privada terá que arcar com esses recursos”, diz.

http://www.rdnews.com.br