"Pardal é para multar e arrecadar dinheiro", diz presidente do Detran/AL - FENASDETRAN - Federação Nacional das Associações de DETRAN

"Pardal é para multar e arrecadar dinheiro", diz presidente do Detran/AL

Durante entrevista à Rádio Gazeta, Antônio Carlos Gouveia falou que instalação de fiscalização eletrônica deveria ser baseada em dados de acidentes

O presidente do Detran Alagoas Antônio Carlos Gouveia, o Cacá Gouveia, criticou nesta terça-feira (5), durante entrevista à Rádio Gazeta, a colocação desenfreada de pardais nas vias da capital alagoana. Ele acredita que a fiscalização eletrônica em Maceió se dá unicamente para arrecadar dinheiro e ressalta a necessidade de basear a instalação desses equipamentos em estatísticas de acidentes. 

"Há quem diga que eu sou contra o pardal, mas não é isso. Eu só acho que o pardal tem que ser colocado onde há comprovação de acidentes por meio de estatísticas. Encher a Pajuçara de pardal pra quê? Acontece acidente por ali a toda hora? Isso é para multar, para arrecadar dinheiro? Claro que é! É preciso observar as estatísticas", afirma o presidente do órgão estadual de trânsito. 

Cacá Gouveia citou que algumas medidas aparentemente simples podem mudar a realidade do tráfego de veículos nas ruas e avenidas e frear os sinistros ocorridos na capital. Exemplo disso, segundo ele, foi a diminuição dos acidentes no cruzamento do 'Borrachão' na Fernandes Lima. Lá, houve um aumento de 10 segundos no tempo de abertura do sinal, o que fez reduzir significativamente as ocorrências. 

"O que são dez segundos? Nada. Mas esse pequeno tempo no cruzamento da Fernandes Lima fez diferença", pontua Cacá Gouveia, ressaltando que o Detran não pode interferir na autonomia da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT). 

Além dos pardais que já estão em funcionamento na capital alagoana, outros treze equipamentos estão sendo instalados e vão passar a fiscalizar o trânsito em diversos pontos de Maceió a partir do dia 30 de setembro. A colocação de novos equipamentos já foi alvo de muitas críticas, mas a SMTT aponta a redução do número de acidentes de trânsito nos pontos que contam a fiscalização eletrônica como um dos motivos para a utilização dos pardais. 

No último mês de agosto, dados divulgados pelo órgão municipal de trânsito mostravam que a redução do número de sinistros caiu 53% na capital em relação ao primeiro semestre de 2016. 

Confira abaixo os novos pontos de fiscalização eletrônica: 

- Avenida Menino Marcelo (cruzamentos com os conjuntos José Tenório e Henrique Equelman);

- Avenida Rotary (em frente ao Condomínio Recanto da Rotary);

- Avenida Josefa de Melo (próximo ao Parque Shopping Maceió);

- Avenida Muniz Falcão (em frente à FAT);

- Avenida Assis Chateaubriand (próximo à entrada do Pontal da Barra e à fábrica de Gelo Sorriso);

- Avenida Silvio Vianna (entre as barracas Lopana e Kanoa);

- Rua Empresarial Jorge Montenegro Barros (na Santa Amélia, próximo à empresa São Francisco);

- Avenida Durval de Góes Monteiro (em frente à Dona Valmira);

- Avenida Governador Afrânio Lages (próximo ao Residencial Vale do Sol);

- Rua do Imperador (cruzamento com a Rua Barão de Atalaia, Centro);

- Rua Barão de Atalaia (cruzamento com a Rua do Imperador);

- Rua Melo Moraes (cruzamento com a Rua do Sol);

- Rua do Sol (cruzamento com a Rua Melo Moraes).

http://gazetaweb.globo.com